artigos - 05/06/2024

AS CONDIÇÕES ESSENCIAIS DAS RELAÇÕES E NEGOCIAÇÕES SINDICAIS E SUA IMPORTÂNCIA PARA UM RESULTADO POSITIVO – PARTE I

Nós já apresentamos anteriormente neste boletim as condições estruturais e condições ambientais das relações e negociações sindicais. Também já pontuamos a enorme importância destas condições para um deslinde favorável, quer seja nas relações sindicais ou no resultado das negociações sindicais que se pretenda realizar.

Hoje estaremos falando sobre o último vértice deste triângulo de sustentação sobre relações e negociações travadas junto aos sindicatos: As Condições Essenciais.

Como o próprio nome já alerta, as condições essenciais são de extrema importância para uma gestão positiva na área de relações sindicais e interferem de maneira direta nos resultados das negociações junto aos sindicatos patronais e de trabalhadores.

Vejamos então quais são estas condições essenciais:

  • Planejamento Estratégico Sindical
  • Clima Organizacional
  • Comunicação Corporativa
  • Capacitação da Liderança (viés sindical)
  • Plano de Contingência de Greve

O conjunto destas ações corporativas, levadas a efeito no âmbito empresarial se apresenta como verdadeiro alicerce para a sustentação das relações sindicais.

Vejamos então, brevemente, cada uma delas:

Planejamento Estratégico Sindical

Nós já falamos aqui neste boletim sobre o Planejamento Estratégico Sindical e sua importância no mundo das relações sindicais.

Mas relembrando, o Planejamento Estratégico, pode ser considerado como um documento formal que permite não só uma visão global e sistêmica de relações sindicais, seus negócios e condições, mas também o “caminho” que precisa ser trilhado para que possamos atingir seus objetivos, os riscos que serão enfrentados, bem como as oportunidades e ameaças que a empresa certamente enfrentará na área sindical. É um verdadeiro mapa direcional de como obter sucesso.

O Planejamento Estratégico Sindical tem como objetivo o diagnóstico e reestruturação do setor, com o estabelecimento de ferramentas especiais e novos projetos eficazes de performance, buscando um maior ganho econômico e de clima organizacional, mitigando os efeitos de possíveis paralisações por greve ou manifestações sindicais, bem como a tomada de decisões sobre qual padrão de comportamento a organização pretende seguir, tendo como lastro a implantação de sub projetos especiais.

Como sabemos, a área de Relações Sindicais é interdependente de outros setores da própria empresa, tais como RH, área produtiva, Gestão de Riscos, segurança e serviços, Jurídico e a sua própria direção. Assim, o que acontece nestas outras área correlatas reflete, de maneira direta e impactante, no setor de Relações Sindicas, afetando sua performance e resultados.

Clima Organizacional

Podemos inicialmente conceituar clima organizacional como sendo a percepção das pessoas colaboradoras de uma organização sobre os processos, políticas e práticas da empresa. O entendimento de como está o clima de sua empresa contribui significativamente para a retenção de talentos e para a redução do absenteísmo.

Mas em meu entendimento clima organizacional é bem mais que isso.

Prefiro então conceituar Clima Organizacional como sendo um conjunto de elementos mensuráveis do ambiente de trabalho, que quando percebidos pelos empregados no ambiente organizacional influenciam positiva ou negativamente a motivação, o comportamento, o comprometimento e a produtividade desses empregados.

Ora se podemos afirmar que ao se sentir comprometido e engajado com os conceitos da corporação, é lógico que este colaborador poderá mais facilmente desenvolver uma sensação maior de pertencimento ao negócio ao qual atue.

Por sua vez esta sensação de pertencimento e participação no negócio corporativo, facilita seu entendimento nas propostas e negociações levadas a efeito pela empresa quando se apresentem necessárias no desenvolvimento das relações e negociações sindicais.

Assim, não temos nenhuma dúvida ou receio em afirmar que o clima organizacional é peça importante no desenvolvimento de relações e negociações sindicais.

Comunicação Corporativa Interna

Costumo classificar de maneira bastante simples a comunicação empresarial em a) Comunicação Interna e Interpessoal e b) Comunicação Institucional.

Enquanto a comunicação institucional tem como objetivo falar com o público externo (clientes, mercado, concorrentes, instituições públicas etc), a comunicação interna tem como foco o público interno, ou seja, nossos colaboradores.

A forma e a eficácia que nos comunicamos com nossos colaboradores é parte fundamental para um resultado favorável em relações e negociações sindicais.

A comunicação interna é determinada pela empresa e sua disseminação, com certeza, é realizada pela liderança.

Assim, se apresenta notória a necessidade de capacitação desta liderança para a execução desta disseminação das mensagens que a empresa pretende divulgar.

Desta forma a liderança da empresa é a verdadeira responsável pela: Disseminação correta da mensagem corporativa; Esclarecimento de dúvidas de maneira lógica e positiva; Promoção da melhoria do clima organizacional; Alavancagem do comprometimento, desmobilizando assim questões em momentos críticos sindicais.

Desenvolver e implantar um projeto de comunicação interna é essencial para bons resultados na área de relações e negociações sindicais.

No próximo boletim estaremos analisando as demais condições essenciais de relações sindicais.

Muito Obrigado

Edno Martins

Advogado Especialista em Relações Trabalhistas e Sindicais

Compartilhe

Dr. Marcelo Mascaro

Advogado do Trabalho, CTO

Blog Mascaro

As tendências, oportunidades e novidades das áreas dos direitos do trabalho e cível, de gestão de pessoas e de cálculos trabalhistas e previdenciários

Noticias

Trabalhador trans tem direito a usar qual banheiro na empresa?

Advogado trabalhista explica o que a lei atual defende sobre a disponibilidade de sanitários de ac...

Ler mais
Noticias

Como combater o assédio moral no ambiente de trabalho?

Em artigo, o advogado trabalhista Marcelo Mascaro explica como atender a lei e manter um ambiente de trabalho seguro e sau...

Ler mais
Noticias

Igualdade salarial entre homens e mulheres: a empresa precisa comprovar? Como?

Advogado trabalhista explica como as companhias devem se posicionar para cumprir a lei e as possíveis penalidades, caso a ...

Ler mais
Noticias

A empresa pode fazer perguntas sobre signo e mapa astral em entrevista de emprego?

O advogado trabalhista Marcelo Mascaro explica se uma empresa pode ou não checar o signo durante o processo se...

Ler mais

Direto ao Ponto

por Dr. Marcelo Mascaro

Advogado com experiência e conhecimento, atuando na área há mais de 25 anos, Marcelo Costa Mascaro Nascimento mantém viva a tradição e a referência do nome Mascaro Nascimento.

- 21/09/23

O Trabalhador por aplicativo tem direitos?

Direto ao ponto - Marcelo Mascaro

Ler mais
- 16/08/23

Acordo coletivo prevalece sobre convenção coletiva?

Marcelo Mascaro Convenções e acordo coletivos têm como finalidade com...

Ler mais
- 25/05/23

A equiparação salarial entre empregados de diferentes empresas de grupo econômico

A equiparação salarial é uma decorrência lógica dos princípios da igualdade e da não discriminação. Ela está prevista no a...

Ler mais
Banheiro de local de trabalho
Mascaro na Exame - 29/07/22

A empresa pode restringir a ida ao banheiro de seus empregados?

Ler mais