Sem categoria - 14/02/2023

Consulta médica em horário de trabalho: quais os direitos dos trabalhadores

Marcelo Mascaro, sócio do escritório Mascaro Nascimento Advocacia Trabalhista, explica em quais situações a empresa é obrigada a liberar só funcionários para consultas de rotina.

A forma como a empresa deve tratar a ida de seus empregados a uma consulta médica varia conforme o tipo da consulta realizada.

A forma como a empresa deve tratar a ida de seus empregados a uma consulta médica varia conforme o tipo da consulta realizada.

Na hipótese de emergência com necessidade de afastamento do trabalho, a ausência do empregado ao serviço deve ser justificada perante a empresa com a apresentação de um atestado médico.

A menos que normas internas do empregador, convenção ou acordo coletivo determine de forma diferente, esse atestado deve ser elaborado prioritariamente por médico da empresa ou de convênio mantido por ela.

Porém, se o empregador não dispuser desse profissional ou não mantiver convênio, o atestado poderá ser emitido por médico do SUS ou particular da escolha do empregado.

Quando apresentado o devido atestado médico indicando o afastamento, o trabalhador não poderá sofrer nenhuma penalidade por sua ausência e continuará recebendo seu salário normalmente pela empresa durante os primeiros quinze dias, se necessário, e caso haja necessidade de afastamento superior receberá o benefício do auxílio-doença pelo INSS a partir do décimo sexto dia.

A empresa é obrigada a liberar para consultas de rotina, como dentistas, etc?

O mesmo não ocorre com as consultas de rotina. Nesses casos, o ideal é existir alguma conversa entre o trabalhador e a empresa com vistas a adequar as necessidades de ambos. Mas se não houver acordo as horas em que o empregado permanecer ausente poderão ser descontadas de seu salário.

Existem, porém, algumas exceções a essa regra e o empregado poderá se ausentar para comparecer a consulta médica nos seguintes casos:

1) até dois dias para acompanhar consultas médicas e exames complementares durante o período de gravidez de sua esposa ou companheira;

2) um dia por ano para acompanhar filho de até seis anos em consulta médica; 3) até três dias, a cada doze meses de trabalho, em caso de realização de exames preventivos de câncer devidamente comprovada e

4) para as empregadas gestantes, dispensa do horário de trabalho pelo tempo necessário para a realização de, no mínimo, seis consultas médicas e demais exames complementares.

Fonte, exame.com acesso em 14/02/2023

Compartilhe

Dr. Marcelo Mascaro

Advogado do Trabalho, CTO

Blog Mascaro

As tendências, oportunidades e novidades das áreas dos direitos do trabalho e cível, de gestão de pessoas e de cálculos trabalhistas e previdenciários

Noticias

Trabalhador trans tem direito a usar qual banheiro na empresa?

Advogado trabalhista explica o que a lei atual defende sobre a disponibilidade de sanitários de ac...

Ler mais
Noticias

Como combater o assédio moral no ambiente de trabalho?

Em artigo, o advogado trabalhista Marcelo Mascaro explica como atender a lei e manter um ambiente de trabalho seguro e sau...

Ler mais
Noticias

Igualdade salarial entre homens e mulheres: a empresa precisa comprovar? Como?

Advogado trabalhista explica como as companhias devem se posicionar para cumprir a lei e as possíveis penalidades, caso a ...

Ler mais
Noticias

A empresa pode fazer perguntas sobre signo e mapa astral em entrevista de emprego?

O advogado trabalhista Marcelo Mascaro explica se uma empresa pode ou não checar o signo durante o processo se...

Ler mais

Direto ao Ponto

por Dr. Marcelo Mascaro

Advogado com experiência e conhecimento, atuando na área há mais de 25 anos, Marcelo Costa Mascaro Nascimento mantém viva a tradição e a referência do nome Mascaro Nascimento.

- 21/09/23

O Trabalhador por aplicativo tem direitos?

Direto ao ponto - Marcelo Mascaro

Ler mais
- 16/08/23

Acordo coletivo prevalece sobre convenção coletiva?

Marcelo Mascaro Convenções e acordo coletivos têm como finalidade com...

Ler mais
- 25/05/23

A equiparação salarial entre empregados de diferentes empresas de grupo econômico

A equiparação salarial é uma decorrência lógica dos princípios da igualdade e da não discriminação. Ela está prevista no a...

Ler mais
Banheiro de local de trabalho
Mascaro na Exame - 29/07/22

A empresa pode restringir a ida ao banheiro de seus empregados?

Ler mais