artigos - 14/07/2021

Lei da Liberdade Econmica (5): Normas revogadas

Além das alterações em dispositivos da CLT, abordadas nas edições anteriores destes comentários, a Lei da Liberdade Econômica revogou diversas normas dessa consolidação.
 
No tocante à CTPS e ao registro do empregado, foram revogados os artigos 17, 20, 21, 25, 26, 30 a 34, 40, inciso II, 53, 54 e 56.
 
Algumas dessas disposições tratavam da emissão e entrega da CTPS, como, por exemplo, a possibilidade de ser solicitada sem a apresentação de nenhum documento de identificação do trabalhador, sobre a obtenção de nova carteira e sobre a entrega pessoal da CTPS ao trabalhador ou por intermédio do sindicato.
 
Outras normas diziam respeito às anotações da CTPS, como a necessidade de o acidente do trabalho ser anotado pelo INSS, as alterações sobre o estado civil e dependentes e sobre as anotações em casos especiais, tais como trabalhos em empreitadas e de artistas.
 
Por fim, também foram revogadas algumas determinações referentes às penalidades associadas à CTPS, tal como a multa de metade do salário mínimo em razão da retenção da carteira pelo empregador por mais de 48 horas, de 1 salário mínimo por recusa da empresa em anotar a CTPS e a multa de 3 salários mínimos ao sindicato que cobrar remuneração pela entrega da CTPS.
 
Leia também
 

Nova série de comentários sobre o que muda na Legislação Trabalhista após a Lei da Liberdade Econômica. Neste primeiro artigo, a carteira de trabalho digital
 
A nova lei excluiu a possibilidade de a CTPS servir de prova para a declaração de dependentes perante o INSS
 
Mudanças em relação ao registro do horário de trabalho e ponto por exceção

Concessão das férias ao empregado deve obrigatoriamente ser acompanhada da correspondente anotação em CTPS
 


Compartilhe

Dr. Marcelo Mascaro

Advogado do Trabalho, CTO

Blog Mascaro

As tendências, oportunidades e novidades das áreas dos direitos do trabalho e cível, de gestão de pessoas e de cálculos trabalhistas e previdenciários

Mulher assinando algum documento em uma mesa
Direito do Trabalho

Aviso prévio: o que é, duração, descumprimento e como funciona?

O aviso prévio é um dos direitos que está previsto na

Ler mais
Martelo de juiz em cima de uma mesa com documentos jurídicos
Direito do Trabalho

Direitos trabalhistas que muita gente acha que tem, mas não tem 

Os direitos trabalhistas são fundamentais e todo  empregado possui. É a partir deles que as relações e os vínculos em...

Ler mais
Homem de terno assinando documentos em uma mesa e o martelo de juiz ao lado
Direito do Trabalho

Advogado trabalhista: o que faz e como contratar

Imaginando que um funcionário ingresse na Justiça do Trabalho contra a empresa por violação de seus direitos. Diante desse...

Ler mais
Homem de terno assinando documentos e martelo de juiz ao lado
Direito Cível

Advogado cível: o que faz e como contratar

O advogado cível trabalha na defesa de clientes, representando seus interesses em processos judiciais ou de forma consulti...

Ler mais

Direto ao Ponto

por Dr. Marcelo Mascaro

Advogado com experiência e conhecimento, atuando na área há mais de 25 anos, Marcelo Costa Mascaro Nascimento mantém viva a tradição e a referência do nome Mascaro Nascimento.

Aperto de mão após o aviso-prévio
Mascaro na Exame - 30/06/22

Posso deixar de cumprir o aviso-prévio se conseguir novo emprego?

Ler mais
empregado que dirige veiculo próprio pode ter direito à indenização
Mascaro na Exame - 23/06/22

O empregado que usa veículo próprio pode receber indenização?

Ler mais
Pessoa fotografando o ambiente de trabalho com o celular
Mascaro na Exame - 15/06/22

O empregado pode tirar fotos ou filmar o ambiente de trabalho?

Ler mais
Médico sentado à mesa de consultório com close nas mãos, ele parece realizar perícia para auxílio-doença
Mascaro na Exame - 09/06/22

O que mudou nas regras do auxílio-doença?

Ler mais