Noticias - 15/07/2021

O que fazer quando a empresa não paga horas extras?

O que fazer quando a empresa não paga horas extras?

Nem sempre o funcionário que trabalha além da sua jornada normal tem direito ao recebimento de horas extras. Caso exista sistema de compensação ou banco de horas, o período trabalhado a mais em um dia poderá ser compensado em outro, por exemplo.
 
Não existindo, porém, um desses dois sistemas, o pagamento das horas extraordinárias é obrigatório. Se o empregador se recusar a pagá-las, restará ao trabalhador pedir seu pagamento na Justiça. Para isso é muito importante estar atento para as provas que podem ser usadas em juízo.
 
Primeiramente, é preciso verificar se o empregador está ou não obrigado a manter registro de ponto. A lei obriga a empresa que tiver mais de dez empregados a ter esse registro. Caso ela não o tenha, e o trabalhador venha a pleitear judicialmente horas extras, caberá à empresa provar que as horas não foram realizadas, sob pena de se presumir verdadeira a jornada alegada pelo trabalhador.
 
No caso de a empresa não estar obrigada a manter registro de ponto, o funcionário terá que provar judicialmente o trabalho extra. Um jeito de fazer isso é por meio de testemunhas que tenham conhecimento das horas extras realizadas. Outro é apresentar documentos que possam comprovar isso, como e-mails enviados após o horário normal de trabalho.
 
Situação mais difícil ocorre quando a empresa tem registro de ponto, mas este não condiz com a realidade como, por exemplo, quando o trabalhador marca sua saída, mas continua trabalhando. A existência do registro faz presumir que o horário ali anotado é verdadeiro.
 
Ainda assim, neste caso, o trabalhador poderá também se utilizar de testemunhas ou documentos para provar judicialmente o trabalho extraordinário e não recebido.
 
 
 

Compartilhe

Dr. Marcelo Mascaro

Advogado do Trabalho, CTO

Blog Mascaro

As tendências, oportunidades e novidades das áreas dos direitos do trabalho e cível, de gestão de pessoas e de cálculos trabalhistas e previdenciários

Noticias

Trabalhador trans tem direito a usar qual banheiro na empresa?

Advogado trabalhista explica o que a lei atual defende sobre a disponibilidade de sanitários de ac...

Ler mais
Noticias

Como combater o assédio moral no ambiente de trabalho?

Em artigo, o advogado trabalhista Marcelo Mascaro explica como atender a lei e manter um ambiente de trabalho seguro e sau...

Ler mais
Noticias

Igualdade salarial entre homens e mulheres: a empresa precisa comprovar? Como?

Advogado trabalhista explica como as companhias devem se posicionar para cumprir a lei e as possíveis penalidades, caso a ...

Ler mais
Noticias

A empresa pode fazer perguntas sobre signo e mapa astral em entrevista de emprego?

O advogado trabalhista Marcelo Mascaro explica se uma empresa pode ou não checar o signo durante o processo se...

Ler mais

Direto ao Ponto

por Dr. Marcelo Mascaro

Advogado com experiência e conhecimento, atuando na área há mais de 25 anos, Marcelo Costa Mascaro Nascimento mantém viva a tradição e a referência do nome Mascaro Nascimento.

- 21/09/23

O Trabalhador por aplicativo tem direitos?

Direto ao ponto - Marcelo Mascaro

Ler mais
- 16/08/23

Acordo coletivo prevalece sobre convenção coletiva?

Marcelo Mascaro Convenções e acordo coletivos têm como finalidade com...

Ler mais
- 25/05/23

A equiparação salarial entre empregados de diferentes empresas de grupo econômico

A equiparação salarial é uma decorrência lógica dos princípios da igualdade e da não discriminação. Ela está prevista no a...

Ler mais
Banheiro de local de trabalho
Mascaro na Exame - 29/07/22

A empresa pode restringir a ida ao banheiro de seus empregados?

Ler mais